instituto phaneros

A Alemanha a um passo de legalizar a maconha

instituto phaneros

A Alemanha deverá ser o próximo país a descriminalizar a cannabis. O novo governo de coalizão que está sendo formado no momento por lá declarou em novembro que entrou em acordo para trabalhar rumo à legislação da substância no país. Até o momento, a Alemanha tem uma política confusa em relação à maconha: é permitido fumá-la, mas não portar ou vender a droga. A única forma de se comprar a erva, por enquanto, é para fins medicinais e dentro de um rigoroso processo burocrático.

A proposta do novo governo – que é formado pela colaboração do partido verde, do social-democrata e dos liberais – é que se torne legal consumir e vender cannabis para fins recreativos, dentro de ambientes licenciados pelo governo. Os partidos verde e liberal já vinham há anos se declarando a favor da medida. 

Segundo informações apuradas pela revista Der Spiegel, a política de redução de danos será a forma prioritária para lidar com a questão das drogas no país. A ideia é que, depois de implantada a nova lei, sejam feitas avaliações de impacto para medir seus efeitos na sociedade.

Ao mesmo tempo em que a cannabis será legalizada, deverão também se tornar mais restritivas as campanhas de propaganda para álcool, cigarro e maconha. “As regulamentações deverão ser guiadas por novas descobertas científicas que, por sua vez, irão virar políticas públicas para a área da saúde”, diz o relatório emitido pelo governo de coalizão, ao qual o Der Spiegel teve acesso. 

A ideia, a longo prazo, é que a venda e compra de cannabis por formas controladas acabem estrangulando o mercado ilegal, o que traria mais segurança para os jovens e maior oportunidade de criar ações de prevenção ao vício. Segundo a revista, para os partidos, também trata-se de uma questão moral: é simplesmente errado criminalizar os milhões de consumidores de maconha.